Concepção de Ensi...

  • Redes Sociais / Social Media

Concepção de Ensino

Nosso trabalho é baseado no construtivismo, que parte do pressuposto que as crianças constrõem o conhecimento organizando e reorganizando informações que já possuem.

A criança chega à escola com muitos conhecimentos que traz da família, amigos, comunidade, etc… e é papel da escola valorizar o que ela já sabe e, a partir daí, promover novas aprendizagens.

Além do saber conceitual, contemplamos o saber procedimental e atitudinal.

Ou seja, temos como objetivo formar alunos que desenvolvam a capacidade de pensar, que consigam encontrar soluções para situações diárias num mundo de rápidas e infindáveis mudanças.

A pesquisa e seleção de informação se revelam parte itinerante do processo de aprendizagem.

Processo de Alfabetização

O trabalho de pré-alfabetização é iniciado desde o grupo dos Toddlers (crianças completando 2 anos) através do reconhecimento dos nomes das crianças do grupo, com jogos e brincadeiras. Estas atividades são realizadas de maneira extremamente lúdica, com muito significado para as crianças, portanto de maneira prazerosa.

A partir do Toddler as crianças interagem com palavras e letras, começando a observar e perceber a estabilidade dos nomes. A lateralidade é evidenciada ao se apontar as palavras lidas da esquerda para a direita.

O calendário é muito usado na sala de aula, e são registrados os ajudantes do dia, como estava o tempo naquele dia, etc., mostrando o uso social da escrita.

Neste momento da escolaridade, as atividades são todas realizadas em inglês, já que as crianças estão expostas a uma imersão total da língua.

Contudo, a partir do ano que a criança completa 5 anos, o G5, temos a entrada do português no currículo, com elementos da cultura brasileira através de parlendas típicas do nosso universo cultural.

As crianças naturalmente transferem o conhecimento adquirido em língua inglesa para a portuguesa, língua materna de grande parte dos nossos alunos, e inicia-se o processo de alfabetização de uma maneira um pouco mais formal, com atividades permanentes e projetos. Iniciamos com atividades de leitura, a fim de repertoriar o universo das crianças, para em seguida se expor num processo de escrita.

Todo este aprendizado é feito de maneira muito reflexiva, coerente com a visão de criança ativa no seu processo de conhecimento.

As crianças têm consciência que inicialmente não estão escrevendo de maneira convencional e compreensível para qualquer adulto, contudo têm suficiente auto-confiança para se colocar de maneira firme.